domingo, 12 de junho de 2011

TÚMULO DE CAMÕES NO MOSTEIRO DOS JERÓNIMOS

Mausoléu instalado no Mosteiro dos Jerónimos, atrai atenção de muitos turistas

Ossadas não serão de Luís de Camões
in Correio da Manhã, 2011.Junho.10 | SOFIA CANELAS DE CASTRO

A tese não é nova mas volta agora a ser defendida por Vítor Aguiar e Silva, especialista em estudos camonianos, que diz que, “com grande probabilidade, as ossadas guardadas no mausoléu dos Jerónimos não são de Camões”.
Em páginas referentes a Luís de Camões, refere-se isso mesmo. Após relembrar o rumo do corpo do autor de 'Os Lusíadas' – desde o seu sepultamento, em 1580, na Igreja de Sant’Ana (Lisboa), até à trasladação para os Jerónimos –, salienta¬-se que “a ossada depositada em 1880 numa tumba no Mos¬teiro dos Jerónimos é, com toda a probabilidade, de outra pessoa”.
Aguiar e Silva reforça ainda que, “no estreito rigor histórico”, nin¬guém sabe ao certo onde estão os restos mortais do poeta. Afinal, além de “não se saber exactamente onde foi colocado o cadáver, se dentro ou fora de igreja ou até numa fossa”, três séculos passaram até à trasladação. E, pelo meio, o terramoto de 1775 provocou grande destruição na igre¬ja e área envolvente. À data da tras¬ladação, em 1880, formou-se uma comissão encomendada por Rodrigo da Fonseca, ministro do Reino, para encontrar as ossadas de Ca¬mões e lhes dar última morada con¬digna. A própria comissão, no rela¬tório final, admite que alguns dos ossos encontrados “eram pois sem dúvida de Luiz de Camões; mas quaes, se nem era possível distin¬guir a sepultura”.
“É uma dúvida antiga, que sempre subsistiu, ainda que não retire o valor simbólico do túmulo”, frisa ao CM Gonçalo Couceiro, director do IGESPAR – Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Ar¬queológico (que tutela o Mosteiro dos Jerónimos), lembrando um poema de Jorge de Sena. “Nada tereis, mas nada: nem os ossos, que um vosso esqueleto há-de ser buscado, para passar por meu”; lê-se no final de ‘Camões dirige-se aos seus Contemporâneos’. *COM LUSA
(A imagem é retirada de http://camoes9a.no.sapo.pt/biografia.htm)

Sem comentários:

Publicar um comentário